Vale a pena ler essa paráfrase.

on sábado, 10 de julho de 2010



Weslei Odair Orlandi

Leia essa paráfrase de Romanos 1.16-32 e veja quantas verdades há nesse texto bíblico:
Eu não me envergonho do Evangelho de Cristo, pois ele é o empenho máximo de Deus no que diz respeito à salvação de todo aquele que crê, seja ele judeu ou não.
Nele, isto é, no evangelho de Cristo está revelada não só a justiça de Deus como também sua ira quanto aos pecados dos homens. Estes, tendo todas as condições intelectuais e naturais de perceber fácil e inquestionavelmente a Deus bastando para isso olhar à sua volta, tentaram – e tentam ainda hoje – abafar, enterrar longe de seus olhos e apagar da memória tudo que possa ter qualquer relação direta ou indireta com Ele. Ao invés de buscarem conhecê-lo sendo-lhe gratos por tudo, preferiram desprezá-lo e até mesmo fazer-lhe oposição declarada; tudo isto em nome de uma pseudo-sabedoria.
Dessa forma, Deus em uma manifestação justa de ira – e porque não até mesmo de misericórdia, uma vez que seu intuito ao ferir é também o de sarar – deixou-os livres para seguir seus próprios caminhos. Claro que isso os levou a um posicionamento absolutamente contrário à intenção original do Criador tanto nas questões espirituais como, e principalmente, nas relacionadas ao sexo; o que não deixa de trazer consigo conseqüências de diversas naturezas.
Como eles optaram por essa independência espiritual, moral e intelectual de Deus suas mentes foram pervertidas a ponto de não suportarem qualquer verdade absoluta e também de não perceberem suas sandices.
Isso posto, fica patente que a disposição mental deles é obviamente indigna de confiança em decisões morais. Não só o que eles fazem é totalmente errado como também aquilo que apóiam e incentivam. Aliás, diga-se de passagem, o apoio que dão ao erro torna-se, em certo sentido, ainda pior que a prática em si mesma uma vez que fortalecem e incentivam outros às mesmas perversões.