Pensar realmente em alguém...

on quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Pensar realmente em alguém é pensar de minuto a minuto, sem deixar distrair pelo que quer que seja: nem os cuidados da casa, nem a mosca que voa, nem as refeições, nem uma coceira. Mas há sempre moscas e coceiras. É por isso que a vida é difícil de viver.

(Albert Camus em "A peste", pág. 210 - Ed. Record)

APLICA-TE À LEITURA.

on sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011


"Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, bem como os livros, especialmente os pergaminhos" (2 Timóteo 4.13)


Ninguém jamais proferiu uma meditação pastoral mais pungente a respeito deste pequeno versículo do que C.H. Spurgeon:

"Como eles foram repreendidos pelo apóstolo! Ele foi inspirado, mas, ainda assim, quer livros! Ele esteve pregando por pelo menos trinta anos, mas, ainda assim, quer livros! Ele teve uma experiência mais ampla que a maioria dos homens, mas, ainda assim, quer livros! Ele foi arrebatado ao terceiro céu, e ouviu coisas que eram proibidas ao homem pronunciar, mas, ainda assim, quer livros! Ele escreveu a maior parte do Novo Testamento, e, ainda assim quer livros! O apóstolo disse a Timóteo e da mesma forma ele diz a todos os pregadores: "APLICA-TE À LEITURA".
O homem que nunca lê, jamais será lido; aquele que nunca cita, jamais será citado. Aquele que nunca usa os pensamentos do cérebro de outros homens, prova que ele próprio não tem cérebro. Irmãos, aquilo que é verdade aos ministros também é aplicável a todo o nosso povo. Você precisa ler. Renuncie o máximo possível todo o tipo de literatura superficial, mas estude o máximo possível as sólidas obras teológicas, especialmente os escritores puritanos, e comentários da Bíblia. Estou completamente persuadido de que a melhor forma de você gastar o seu tempo de lazer é lendo ou orando. Assim você será capaz de extrair muitas informações dos livros, as quais depois poderão ser usadas como verdadeiras armas a serviço de seu Senhor e Mestre. Paulo clama: "Traga os livros" - junte-se a este clamor.
O Paulo aqui retratado é um exemplo de diligência. Ele está na prisão; ele não pode pregar. O que ele irá fazer? Como não pode pregar, ele resolve ler. Igualmente temos outro exemplo, quando lemos sobre os pescadores de antigamente e seus barcos. Quando estavam fora de seus barcos, o que eles faziam? Remendavam suas redes. Então, se a providência o deitou sobre um leito, doente, e você não pode mais ensinar sua classe - se você não pode mais trabalhar para Deus em público, remende suas redes através da leitura. Se você está impedido de realizar determinada ocupação, tente outra, e deixe que os livros do apóstolo ensinem-lhe uma lição de diligência".

(Citado em "Amado Timóteo", pág. 170-171 - Ed. Fiel)

A beleza de Cristo.

Coloque toda a beleza de dez milhões de mundos paradisíacos como o Jardim do Éden em apenas um; coloque todas as árvores, todas as flores, todos os cheiros, todas as cores, todos os sabores, todas as alegrias, todo o encanto, e toda a doçura em um. Oh, que lugar maravilhoso e excelente seria este! E ainda assim seria menos do que o maravilhoso e amado Cristo, como uma gota de chuva comparada a todos os mares, rios, lagos, e fundações de dez mil terras.

(Samuel Rutherford, citado no livro "Amado Timóteo", pág. 220 - Ed. Fiel)