Pastor, não psicólogo.

on terça-feira, 21 de julho de 2009


Quando alguém vai até o pastor, não está procurando um psicólogo, mas um pastor. É grande a frustração quando, em vez de pernetrar nos labirintos da alma humana e conduzir as ovelhas de Cristo no caminho da comunhão e da reconciliação, o pastor envereda por conversas, perguntas e preocupações que nenhuma relação têm com a oração, com Deus e com a vida outorgada a ele.


(Eugene Peterson em "A vocação espiritual do pastor", pág. 9 - Ed. Textus)