Ladainha - Lourenço Diaféria

on sábado, 26 de setembro de 2009










"Dizem que vai faltar o açúcar, todo
mundo corre a procurar o doce.
Dizem que vai faltar o óleo, todo
mundo corre a procurar a fritura.
Dizem que vai faltar o trigo, todo
mundo corre a procurar a broa.
Dizem que vai faltar o fubá, todo
mundo corre a procurar o angu.
Dizem que vai faltar o ferro, todo
mundo corre a procurar a treliça.
Dizem que vai faltar o cimento, todo
mundo corre a procurar o concreto.
Dizem que vai faltar a água, todo
mundo corre a procurar o balde.
Dizem que vai faltar o sarilho, todo
mundo corre a procurar o poço.
Dizem que vai faltar o vinagre, todo
mundo corre a procurar o vinho.
Dizem que vai faltar a luz, todo
mundo corre a procurar a vela.
Dizem que vai faltar a carne, todo
mundo corre a procurar o bife.
Dizem que vai faltar o orégano, todo
mundo corre a procurar a pizza.
Dizem que vai faltar a galinha, todo
mundo mundo corre a procurar a canja.
Dizem que vai faltar o peixe, todo
mundo corre a procurar a moqueca.
Dizem que vai faltar a paz, todo
mundo corre a procurar as armas.
Dizem que vai faltar o samba, todo
mundo corre a procurar o pandeiro.
Dizem que vai faltar o sol, todo
mundo corre a procurar a praia.
Dizem que vai faltar a chuva, todo
mundo corre a procurar o chuveiro.
Dizem que vai faltar o dinheiro, todo
mundo corre a procurar o banco.
Dizem que vai faltar o cometa, todo
mundo corre a procurar a luneta.
Dizem que vai faltar o horóscopo, todo
mundo corre a procurar a cartomante.
Dizem que vão faltar estrelas, todo
mundo corre a procurar o firmamento.
Dizem que vão faltar eleições, todo
mundo corre a procurar candidatos.
Dizem que vão faltar governos, todo
mundo corre a procurar revoluções.
Dizem que vai faltar a liberdade, todo
mundo mundo corre a procurar prisões.
Dizem que vão faltar navios, todo
mundo corre a procurar o porto.
Dizem que vão faltar os fatos, todo
mundo corre a procurar boatos.
Agora: quando dizem que vai faltar
vergonha, ninguém se toca.
Está todo mundo acostumado".