Eu, pássaro

on sábado, 28 de agosto de 2010



Weslei Odair Orlandi


Quem és tu, pássaro
Voando assim tão alto
Tão calmo
Tão solitário
Visível
(Invisível)
Dono do céu
Do azul
Do sul
Do norte
Tão forte
Tão frágil
Tão ágil

Quem és tu, pássaro
Voando assim tão alto
Roçando o céu
Rasgando o véu
Leva-me contigo
Amigo
Pra o lugar o vento vai

Quem és tu, pássaro
Voando assim tão alto
Senão prenúncios do adeus
Da viagem: minha, sua, nossa


Quem és tu, pássaro
Voando assim tão alto
Que vem
Que vai
Altaneiro
Livre
Vendo o nada
O tudo
O mundo
O aqui
O ali

Quem és tu, pássaro
Voando assim tão alto
Senão eu
Que vou
Que venho
Que tenho
Que sou
Que não sou
Estou:
Hoje aqui
Depois lá
No céu
Pássaro livre
Assim
Sem fronteiras
Sem olheiras
Só pássaro
Voando
Passando
Flutuando
Sem passado
Sem presente
E...
Sem futuro