O professor do presente e do futuro.

on sexta-feira, 29 de junho de 2012


Weslei Odair Orlandi



Chegamos ao século XXI e com ele todos foram colocados frente a frente com as realidades do presente e os desafios do futuro. Em todos os setores da vida novos avanços, métodos e conceitos chegam a cada instante para tomar o lugar do tradicional, e, não poucas vezes, disfuncional.
            Na área da educação não é diferente. As revoluções de mídia e os conceitos inovadores de ensino-aprendizagem também vieram para ficar. Todas as coisas estão sendo trocadas, e os métodos focados na pessoa do professor também.
            Hoje, ainda temos a presença quase que generalizada de professores a moda antiga. Estes são aqueles que não abraçaram definitivamente – muitos nem mesmo parcialmente – as novas tecnologias e dinâmicas de ensino. De acordo com José Manuel Moran “os modelos de ensino focados no professor continuam predominando”. E acrescenta: “Os alunos estão prontos para a multimídia, os professores em geral, não”. Essa é a realidade incontestável e também o maior desafio que têm diante de si. O descompasso, entretanto, entre as novas tecnologias e as tradições elencadas pelos educadores tradicionais não tem deixado de cobrar seu alto preço. Segundo Moran “muitos professores têm medo de revelar sua dificuldade diante do aluno (...) percebem que precisam mudar, mas não sabem como fazê-lo, e não estão preparados para experimentar com segurança”.
            O professor com vistas para o futuro, entretanto, não pode resignar-se. Ensinar é um processo complexo, dinâmico e em franca modificação. Com a ascensão das novas tecnologias o educador contemporâneo e que não pretende ficar preso ao passado deve ir à busca do “novo”. A nova sociedade e seus novos alunos interconectados não suportarão mais em pouco tempo aqueles que não são atraídos por novas ideias, que não transmitem competência tanto no trato quanto também no uso das possibilidades virtuais. O novo professor do século XXI será aquele que abrir mão do uso dos métodos tradicionais para aderir ao fascinante mundo das tecnologias de comunicação. Assim, ele estará não só se posicionando em definitivo no novo século e milênio, mas também ampliando suas atribuições alem de cooperar com as expectativas e necessidades do novo aluno.